Chapada Diamantina – Parte I

Primeiro Post não poderia ser de um lugar diferente se não na Chapada Diamantina, que foi “praticamente” onde nasceu minha paixão por viajar e mochilar!

O ano foi 2015 (recentemente eu sei!), bom, a ideia inicial era passar meu aniversário de 33 anos (estou velho, mas não estou morto!), de uma forma totalmente diferente dos últimos anos, foi aí que surgiu a ideia de conhecer a Chapada diamantina.

Alguns amigos já falavam muito deste lugar, no meio da Bahia, escondido entre vales, cidadezinhas, mata e muita estrada de terra, onde encontramos um dos mais belos parques nacionais, O parque Nacional da Chapada Diamantina.

Na escolha do roteiro, de cara já entrou o Vale do Paty, considerado um dos trekkings mais bonitos do Brasil, e cá para nós?! É realmente o mais bonito viu, são tantas belezas particulares, tantos caminhos, cachoeiras, morros, trilhas, animais, flores, que poxa, impossível descrever todas as sensações e sentimentos que você tem ao passar por lá.

Chapada Diamantina foi a minha escolha inicial, mas também foi a escolha de mais 15 amigos que conheci na internet, no site dos Mochileiros.com onde eu estava buscando companhia e muitas outras pessoas também.

IMG_0685

Começava nesse momento a organização de um roteiro que seria um divisor de águas na minha vida, um momento onde eu entenderia que viajar é o maior bem que podemos adquirir, e que viajar com vários desconhecidos com o mesmo objetivo, que era se divertir, curtir a natureza e fazer novas amizades, seria a melhor escolha que eu já havia feito.

Saindo de Recife para Salvador, num voo da Gol que foi bem rapidinho, de lá pegando um taxi até a rodoviária e correndo para comprar a passagem de ônibus para a cidade de Lençóis, de onde sairíamos para iniciar nossa aventura.

Passagem comprada, encontrava o primeiro amigo viajante o Jhonny que vinha de Goiás, embarcamos no ônibus e seguimos por 7 horas de viagem rumo a cidade de Lençóis.

Ao chegar em Lençóis foi outra aventura, esperamos aparecer um táxi para nos levar até a pousada que ficamos, chegamos lá e fomos os primeiros do grupo, resto do pessoal ainda estava na aventura de chegar ao Capão na Chapada Diamantina.

Dia seguinte, todos já instalados e se conhecendo, afinal todo mundo só se conhecia do grupo do Whatsapp e Facebook, então seguimos batendo papo e se organizando para sair e conhecer a cachoeira da fumaça, considerada a primeira cachoeira mais altas do país, com 380 metros de altura, a Cachoeira da Fumaça é um dos principais atrativos da Chapada Diamantina!

DSCN2075

São 5,8 km de caminhada, sendo 1,9 km de subida com vista para o belo Vale do Capão de um lado e ao norte o Morrão. Após vencer a subida a trilha fica fácil seguindo uma trilha plana até o mirante da cachoeira, após uma volta de 2 horas de caminhada, seguiremos rumo a cachoeira do Riachinho para tomar um banho refrescante e ver um lindo pôr do sol, posso dizer um dos mais bonitos que já vi.

IMG_0620

Cachoeira é sensacional e muito calma, mas na época que fomos e ainda mais no horário de fim de tarde ela estava muito cheia, por conta do Pôr do sol sensacional que pode se ver de lá, vale muito apena ir conferir.

No segundo dia pegamos um transfer do Vale do Capão até pequeno povoado de Guiné, o acesso mais fácil para o vale do Pati, começamos subindo pelo morro do Beco, com uma maravilhosa vista para a serra do Esbarrancado que tem em um dos seus picos 1.700 metros de altitude, o ponto culminante do Parque Nacional.

Após a tranquila subida do Beco chegamos aos gerais do Rio Preto um lugar de beleza sem igual, caminhamos até o Rio Preto e fizemos uma pausa para o lanche, a trilha segue plana até o mirante da serra da Rampa, com uma das vistas mais espetacular da Chapada Diamantina.

2015-09-10 15.17.21

Após o mirante a descida é íngreme, depois a trilha fica tranquila sob a sombra até o rio Pati, chegamos então ao nosso ponto de apoio no vale do Pati a chamada “Igrejinha” e casa do Seu João, onde pernoitaríamos todas as noites da nossa aventura no Pati.

Após todos se acomodarem seguimos para conhecer a cachoeira da Altina, tomar um banho e relaxar naquele lugar sensacional.

 Continua…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s